Kylie.com.br

Entrevista da Kylie para a Rolling Stone Brasil!

Em sua rápida passagem pelo Brasil para promover Holy Motors, Kylie Minogue cedeu uma série de entrevistas para as mídias nacionais e a revista Rolling Stone Brasil foi uma delas.

Para atuar em Holy Motors, Kylie se entregou totalmente para o diretor, Leos Carax:

Jean é ambígua, não sabemos quem ela é… Este é o foco do filme: não sabemos o que é real e o que não é! Acho que no dia-a-dia todos reconhecem isso e, de uma maneira, todos podemos nos relacionar com isso.

Questionada sobre a diferença entre atuar em um filme e estar no palco, a cantora afirma:

É realmente diferente! Dialogar em francês, cantar em inglês… É o inverso de como as coisas vêm pra mim! Quando canto, normalmente estou compartilhando canções com o mundo. Há uma canção no filme e, com a ajuda de Leox, eu encontrei uma maneira para interpretá-la sem parecer exagerado e sim passar a emoção que há na letra dessa canção.

Refletindo sobre sua carreira, a australiana afirma que houve momentos compensadoras e embaraçosos e que 2012 serviu como um ano de reflexão, relembrando momentos desde o inicio de sua carreira, onde tudo era tão novo e bonito:

É muito bonito perceber isso! Percebo que em alguns momentos minha jornada foi um pouco turbulenta, não muito bem sucedida. Me orgulho de ter ficado barco por tanto tempo e chegar onde estou agora, comemorando 25 anos na industria da música. Eu jamais imaginaria isso quando eu tinha 18 anos!

Para Kylie, o maior destaque nesse ano de comemorações foi a realização da Anti-Tour, que é totalmente o oposto de sua turnê anterior, a inovadora e bem sucedida Aphrodite Les Folies:

As pessoas me perguntavam ‘Como você vai superá-la?’ e percebi que talvez eu não consiga fazer algo maior… talvez eu deva esperar um tempo. Então, fui na direção oposta com a Anti-Tour, que foi realmente empolgante para mim e meus fãs, pois pude cantar músicas que nunca haviam sido tocadas ao vivo ou sequer lançadas!

A cantora ainda lembra que pôde revisitar seus grandes hits com a orquestra da BBC, no Proms in The Park e que este ano esta sendo repleto de momentos lindos e maravilhosos. Seu mais novo trabalho, Flower, foi um presente para os fãs e a primeira vez de Minogue na direção de um vídeo:

Eu adoro a história de Flower: ela veio ao mundo em meados de 2007 e foi deixada de lado. Eu a cantei na minha turnê em 2008 e o publico adorou! Dirigir o vídeo foi fantástico, tudo estava a meu favor: havia um diretor de fotografia incrível, que conhecia Cornwall muito bem, e que me mostrou lugares secretos que você não encontraria facilmente. Me pareceu desnecessário trazer um diretor: eu já sabia exatamente o que queria!

Kylie ainda brinca dizendo que é como se os fãs, ao longo do tempo, tivessem regado ‘Flower’ e permitisse que ela crescesse: caso isso não tivesse acontecido, esta canção estaria arquivada. Flower foi recentemente gravada em estúdio e é o primeiro single do novo álbum “The Abbey Road Sessions”.

Sobre sua experiência de cantar no Brasil, a cantora afirma:

Tento trazer todas as turnês para a América do Sul e isso é muito difícil! Tive que trabalhar muito para incluir o Brasil no roteiro de 2008! Eu estava cansada de não poder dar a experiência de cantar para meus fãs brasileiros e, quando o fiz, a plateia foi maravilhosa: uma alegria para qualquer artista! Farei o meu melhor para incluir a América Latina no roteiro da próxima turnê.

Questionada sobre mais 25 anos, Kylie diz que não sabe se isso acontecera:

Veremos!

Comentários ()
Tags: Brasil Entrevistas Festival do Rio Holy Motors Publicado por Felipe Sudré em 12 de outubro de 2012 às 23:20

Você pode se interessar também por:

Facebook

Twitter

Copyright © 2004-2017 KYLIE.com.br - Kylie Minogue Brasil. Todos os direitos reservados.

Designed por Leo