Kylie.com.br

Holy Motors é sucesso de crítica e Kylie brilha em Cannes

Desde o último dia 16, cinéfilos de todo mundo acompanham aquele que é, possivelmente, o festival mais importante de cinema do mundo: o Festival de Cannes. Com uma extensa programação e exibição de filmes, estrelas das mais variadas importâncias e origens vão até à cidade francesa para coletivas, sessões de apresentação e etc.

No dia 27, o júri, que esse ano é presidido pelo diretor e ator italiano Nanni Moretti, divulga seus vencedores. E, ao que tudo indica, a Palma de Ouro (prêmio máximo do Festival) já tem dono praticamente certo: Holy Motors, exibido nessa terça (22), que traz, no elenco, Kylie Minogue!

Veja fotos em alta qualidade de todos os passos da Kylie no Festival de Cannes.

Assista o trailer:

Segundo relatos, o filme do francês Leos Carax, foi aplaudido durante dez minutos e causou forte frisson em Cannes.

Carax, que não dirigia um longa-metragem desde 1999, quando fez Pola X, agora conta a história de um misterioso homem conhecido como Monsieur Oscar, que passeia por Paris em uma limusine e que, toda vez que sai do carro, emerge como um personagem completamente diferente. Nesse enredo, considerado por muitos como “delírio e poético”, Holy Motors mostra seu protagonista com 11 identidades diferentes: uma velha cigana, um samurai, um avatar virtual, um velhinho à beira da morte, entre outros.

Kylie vive duas personagens bem distintas: A primeira é “uma espécie de ninja cibernética” e a segunda uma “moça que canta uma melodia singela em cena aberta para o amado, como num musical”. A participação de Kylie vai além da interpretação: o hit “Can’t Get You Out of My Head” pode ser ouvido de longe na cena de uma festa que está acontecendo em um apartamento.

A agitação que Kylie causou no Festival pode ser conferida no vídeo abaixo, onde muitos chamam o nome da cantora na sessão de fotos oficial da equipe de Holy Motors:

Kylie é só elogios para o diretor Leos Carax:

Foi uma experiência linda. Quando encontrei Carax, pensei que ele queria apenas uma música minha tocando no filme. Quando me disse que me queria também em cena foi incrível.

A cantora relembra que, além da dedicação à música, também tem carreira no mundo da dramaturgia:

Estou acostumada ao mundo da música pop, mas também fui atriz no começo da carreira, apenas voltei a isso agora. Pela primeira vez em muito tempo abandonei toda a minha equipe para fazer uma coisa diferente.

Na entrevista oficial, Kylie também contou detalhes sobre como foi o seu processo de interpretação. Segundo ela, pouco se falou sobre seus personagens, mas que o diretor “comunicava muito falando pouco”.

Ele deu indicações do que ele gostaria para mim… Basicamente para não ter medo e confiar nele. Claro que eu estava nervosa, mas, sim, confiei completamente nele.

Na noite dessa terça feira (23), o longa foi exibido mais uma vez e Kylie foi o centro das atenções no tapete vermelho.

Em entrevista, a cantora foi questionada sobre a experiência de participar de um filme tão excepcional. Kylie disse que foi intenso, mas que o diretor foi super atencioso e a ajudou em todo o processo. Minogue também afirma que é simplesmente um sonho estar em um filme francês dirigido por Leos Carax.

Vale lembrar que, em 2012, Kylie também teve participação em outro filme, Jack and Diane, que tem estreia programada para novembro nos Estados Unidos. Por outro lado, as duas produções ainda não têm previsão para chegar em território brasileiro.

Holy Motors foi aprovado por grande parcela da crítica presente em Cannes. O crítico Peter Bradshaw, do The Guardian, diz que o filme é eufórico e que é exatamente por uma produção assim que as pessoas vão para o Festival. “Holy Motors é esquisito e maravilhoso, rico e estranho (…) Pode não ser um vitorioso aqui em Cannes, mas nós viemos até aqui para algo assim: diferente, experimental, algo que quebre as barreiras do convencional, algo feito por alguém que sente que as possibilidades do cinema não acabaram com o drama realista convencional”.

Kylie foi capa do The Guardian dessa quinta feira (24) com a headline, “Kylie é aclamada em Cannes”. O jornal é um dos mais importantes do Reino Unido.

Megan Lehmann, do The Hollywood Reporter, compartilha da mesma empolgação de Bradshaw. Para ela, Holy Motors vai além do emocionante. Segundo a crítica, “é um delicioso filme que compreende vida, morte e tudo o que acontece no meio, refletido em um estranho espelho”. Em seu texto, Lehmann também aponta que Holy Motors acaba de disparar na disputa pela Palma de Ouro e que, mais do que isso, trouxe uma tempestadade de debate e especulação em Cannes.

Os últimos vencedores do Festival, A Árvore da Vida e Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas dão esse aval para Holy Motors de que, muitas vezes, o estranho pode sim ser impressionante e ter vantagem. Kylie deu sorte, hein?

Comentários ()
Tags: Cannes Holy Motors Publicado por Matheus Pannebecker em 23 de maio de 2012 às 23:39

Você pode se interessar também por:

Facebook

Twitter

Copyright © 2004-2017 KYLIE.com.br - Kylie Minogue Brasil. Todos os direitos reservados.

Designed por Leo