Kylie.com.br

Kylie revela qual os melhores conselhos que já recebeu!

É difícil acreditar que 25 anos se passaram desde o lançamento de “Locomotion” e que, desde então, a australiana tornou-se uma das cantoras mais queridas e bem sucedidas do pop ao redor mundo. Em um ano cercado de lançamentos incríveis, ela não dá sinais de que irá parar tão cedo: em 2012, já embarcou em uma turnê, atuou em “Jack & Diane” e “Holy Motors” e lançou 2 greatest hits – um deles, “The Abbey Road Sessions”, conta com versões revisitadas de seus grandes sucessos.

Parece muito para uma unica cantora, mas não para Minogue. Horas antes de subir ao palco do “Dancing With The Stars”, a cantora falou com o Huffington Post sobre a posição privilegiada que se encontra e a consolidada base de fãs que conquistou:

Eles me ofereceram a oportunidade de fazer várias coisas, como a Anti Tour. Eu sei que não posso realizar uma turnê tão simples como as que realizei no inicio da minha carreira. Eu preciso desse ar desafiador e isso, definitivamente, é interessante para mim.

A “Disco in Dream Tour” foi primeira turnê realizada por Minogue e contou com quatro shows no Japão, em 1988. Com patrocínio da Coca-Cola, a turnê se estendeu para a Europa em um série de 10 shows e, rebatizada para “The Coca-Cola Hitman Roadshow”, teve o intuito de agradecer o apoio fãs britânicos. Contando com com a ajuda de sua mãe, Kylie elaborou todo o conceito para os shows sozinha:

Nos primeiros cinco anos da minha carreira, era como se eu estivesse perseguindo meu rabo, como um cachorro. Eu estava tentando me manter com tudo o que foi colocado na minha frente, tentando aprender sem ninguém me ensinar.

Falando sobre o inicio de sua carreira, é impossível não deixar de citar musicas como “The Locomotion” e “I Should Be So Lucky”, que após 25 anos sendo executadas de maneiras diferentes, oferecem uma vasta gama de versões para ser escolhida como ‘a favorita’ pela cantora:

Com o “The Abbey Roads Sessions” acho que algumas versões se tornaram melhores do que as originais. Eu sou completamente subjetiva, por isso é difícil de responder, afinal cada música tem memórias diferentes. Como “Never Too Late”: eu prefiro a nova versão.

Ao transformar seus hits em musicas clássicas e cantá-las ao vivo, a cantora afirma que não precisar lidar com sua posição no palco, seu angulo em relação a câmera ou ainda se o figurino esta lhe caindo bem. Recentemente, em uma sessão de fotos, o fotógrafo programou uma playlist composta somente por musicas da australiana:

Foi um pouco estranho, foi tão chato que acabou ficando legal: eu não estou habituada a ouvir minhas próprias musicas e quando isso aconteceu com as versões originais acabou se tornando divertido. No final da sessão, eu já estava contando as histórias por trás de uma gravação ou filmagem. Isso é definitivamente uma parte de mim.

Kylie confessa que certas músicas, penteados, roupas e filmes são desastrosos no seu passado, e que adoraria trancá-los eternamente em um quarto. Assim como houve canções lindas, as mais simplórias também tiveram seu lugar, como é o caso de “One Boy Girl” – recentemente apresentada na Anti Tour:

Eu chamei a banda e disse: “se preparem, isso vai ser muito ruim”. Há definitivamente canções que nunca deveriam ter visto a luz do dia. Felizmente, há poucas delas.

Quanto as canções que não receberam devida atenção e não tiveram a oportunidade de virarem single, Kylie cita “Speakerphone”, “Like a Drug” e “Too Much”:

‘X’ tinha tantas canções com potencial para singles que as escolhas foram difíceis. No ‘Aphrodite’, cogitávamos “Too Much” como primeiro single. Quando um álbum esta sendo feito, muito pode mudar dependendo das músicas que são gravadas.

Este ano, a participação de Kylie em dois filmes rendeu excelentes criticas. Em um estúdio gravando suas musicas, Minogue é a ditadora de regras tudo deve funcionar de acordo com suas ordens. Porém, os papeis de invertem quando se está em um set de filmagens e se tem um diretor lhe dando ordens. Minogue considera esse momento “libertador e, ao mesmo tempo, assustador”.

A fome de informações que a cantora alimenta às vezes se torna exaustiva. Kylie afirma que entende o sensacionalismo e as fofocas que alguns tabloides impõem. Anos antes, a mesma repórter entrevistou a cantora e conta que este foi um dos maiores desafios de sua profissão.

A cantora considera os sábios conselhos de seu pai como os melhores que já recebeu:

Vou listar dois. Um diz que é absolutamente normal dizer não e o outro é confiar nas opiniões das pessoas que você respeita. Eu não sei se tenho seguido esses conselhos sempre, mas é assim que você aprende, não é?

Comentários ()
Tags: Abbey Road Entrevistas Publicado por Felipe Sudré em 26 de novembro de 2012 às 12:46

Você pode se interessar também por:

Facebook

Twitter

Copyright © 2004-2017 KYLIE.com.br - Kylie Minogue Brasil. Todos os direitos reservados.

Designed por Leo