Kylie.com.br

Minogue concede entrevista para a Madison Magazine

Ela é um ícone, uma das poucas cantoras, em todo o mundo, que é reconhecida por seu primeiro nome: Ky-lie. Apesar de se tornar uma estrela da música internacional, ícone de estilo e um dos simbolo do Reino Unido, essas duas sílabas ainda remetem a uma australiana simples, que gosta do cheiro de eucalipto e churrasco em um dia quente.

Entrevistar Kylie Minogue é algo intimidante para qualquer jornalista, porém, nenhum espera que a cantora seja tão educada e recíproca. Muitos acreditam que a carreira da australiana é resultados de um planejamento meticuloso. Porém, ela revela:

Eu não tenho certeza se isso é totalmente verdade! Eu acho que você precisa das músicas certas, você precisa ser conduzido e assumir riscos, você também pode listar as coisas que funcionam e repetir essa fórmula sempre. Mas eu acredito firmemente que é necessário um pouco de sorte do seu lado… e também estar no lugar certo na hora certa.

O primeiro papel de destaque de Minogue foi em “Neighbours”, de 1986. Em consequência, sua carreira de cantora decolou e suas participações em filmes foram perdendo espaço. Em 2012, a cantora voltou a atuar, após um hiato de 10 anos, em “Holy Motors”.

Holy Motors foi um presente dos céus! Foi uma experiência intensa e eu me entreguei completamente, pois não queria desistir disso. Carax conseguiu me deixar ofegante. Ele não sabia realmente nada sobre mim, exceto sobre o meu dueto com Nick Cave. Eu amei cada segundo.

Minogue também fez uma aparição, quase irreconhecível, em “Jack & Diane”. Agora, em 2013, ela será protagonista de “Walking on Sunshine“, um musical recheado de musicas dos anos 1980.

Diante de todo seu sucesso, Kylie nunca se esquivou de tomar algumas decisões corajosas, como abandonar a PWL Record e o trio Stock, Aitken e Waterman, em 1992, para ter mais controle sobre a sua carreira. Em 1997, ela repetiu o feito ao lançar “Impossible Princess”, álbum considerado divisor de águas em sua carreira, que contou com a ajuda de lendas da música indie, como a banda “The Manic Street Preachers”. Sobre sua determinação, a cantora conta:

É engraçado, sempre que eu vou para um caminho independente, algumas pessoas me questionam: “Mas por quê?! Você é Kylie Minogue!”. Eu sempre fui atraída para o lado mais independente da arte e da criatividade.

Ano passado, ela completou 25 anos de carreira: um feito impressionante para qualquer artista, especialmente em um ramo em que muita coisa se torna descartável ou, simplesmente, imperceptível. Isso não aconteceu com Minogue. Sobre a sua sólida base de fãs, que sempre a acompanha, ela conta:

Talvez alguns artistas querem ser um pouco mais de camaleão. Porém, seu público quer que eles sejam algo em particular. Meus fãs entendem o motivo pelo qual eu sempre me reinvento e não apenas o porquê eu faço isso.

A Madison Magazine elegeu um Top 10 sobre as razões para considerar Kylie Minogue um ícone australiano, e você pode conferir clicando aqui! Os scans da publicação, você confere na nossa galeria.

Comentários ()
Tags: Austrália Entrevistas Publicado por Felipe Sudré em 26 de janeiro de 2013 às 12:21

Você pode se interessar também por:

Facebook

Twitter

Copyright © 2004-2017 KYLIE.com.br - Kylie Minogue Brasil. Todos os direitos reservados.

Designed por Leo