Kylie.com.br

Nosso review do quinto episódio do The Voice UK

O antepenúltimo episódio das blind auditions foi, até agora, um dos melhores momentos desta terceira temporada do The Voice UK. De Janis Joplin a One Direction, a variedade de repertórios foi realmente admirável, além de perfis bastante distintos que só elevaram ainda mais o interesse pelo capítulo exibido no sábado do dia 8.

Quem reinou foi mesmo Kylie, que, ultrapassando todos os outros técnicos, é quem contabiliza o maior número de participantes em seu time. São, ao total, 10 participantes que já estão com a australiana (ao todo, cada técnico pode ter 12).

O grupo de Kylie é formado, em sua maioria, por homens -- o que levou o próprio programa a fazer uma brincadeira com uma montagem: afinal, por que os homens se encantam tanto com Kylie Minogue?

O primeiro a entrar no time da cantora nesse episódio foi Steve Alexander, que, estranhamente, encantou os técnicos com sua versão para “Your Game“. Uma boa apresentação, mas que não chega a ser tão interessante quanto várias outras que sequer fizeram um dos técnicos virar a cadeira.

Já a segunda escolha da cantora foi uma excelente adesão para o seu time: o cantor e bailarino Joe Keegan, que realmente explorou todas as possibilidades de sua voz com “Keep Your Head Up“.

Por fim, Kylie virou sua cadeira para Jade Mayjean Peters, quando todos os outros técnicos assinalavam que essa era uma concorrente que tinha tudo a ver com a cantora. Kylie concordou, e a participante também, que acabou escolhendo a australiana. “Tinha que ser! Tinha que ser! Você é como eu, só que com mais curvas”, brincou Kylie.

A apresentação mais marcante desse quinto episódio, porém, ficou com James Byron. “É um garoto ou uma garota?”, Tom Jones se perguntou. E a dúvida era mesmo válida: James, que desde criança era confundido com uma menina, hoje é travesti e tem uma voz que traz essa dúvida fascinante.

Cantando a clássica “Cry Baby“, de Janis Joplin, ele conseguiu merecidamente continuar na competição graças a will.i.am, que tem cada vez mais se mostrado seleto e certeiro em cada uma de suas escolhas.

Versões diferentes de canções também se destacaram, como Chris Royal, cantando o hit “Wake Me Up” de forma mais pausada e o ótimo Max Murphy, que repaginou “Eletric Feel“, do MGMT, sendo escolhido por Ricky.

A ópera esteve novamente presente e rejeitada, o que não chega a ser uma injustiça. “Eu simplesmente não saberia o que fazer com você em meu time”, comentou Ricky Wilson, em uma observação que resume justamente essa estranheza e rejeição do gênero musical na atração.

Faltando apenas dois episódios para o fim das blind auditions, o The Voice UK mostra que está longe de perder o fôlego nessa primeira fase. E o quinto episódio é a prova concreta disso. Afinal, o resultado só é inferior ao do espetacular capítulo de estreia.

Confira abaixo a lista completa de apresentações:

Steven Alexander -- “Your Game”
Fiona Kelly -- “Rule the World”
Chris Royal -- “Wake Me Up”
Nick Dixon -- “Home Again”
Elesha Paul Moses -- “Everything Has Changed”
Lucy Winter -- “Somebody to Love”
Max Murphy -- “Eletric Feel”
Joe Keegan -- “Keep Your Head Up”
James Byron -- “Cry Baby”
Reece Bahia -- “What Makes You Beautiful”
Jolan -- “Beneath Your Beautiful”
Yinka Williams -- “Paris (Ooh La La)”
Jade Mayjean Peters -- “Sweet About Me”
Femi Santiago -- “My Cherie Amour”

Comentários ()
Tags: Reviews The Voice UK Publicado por Matheus Pannebecker em 19 de fevereiro de 2014 às 11:56

Você pode se interessar também por:

Facebook

Twitter

Copyright © 2004-2017 KYLIE.com.br - Kylie Minogue Brasil. Todos os direitos reservados.

Designed por Leo